Como Planejar o Financiamento do Primeiro Imóvel

O financiamento do primeiro imóvel está entre as ações mais planejadas da vida, pois é uma decisão que envolve dinheiro, juros, sonhos e muito mais. Por isso, quem começa a pensar em adquirir uma casa ou apartamento, sempre busca pela melhor maneira de se organizar e fazer um bom negócio.

Com o intuito de ajudar esses compradores, nós separamos algumas dicas essenciais para planejar a compra e conseguir um ótimo financiamento, levando em consideração a relação custo-benefício. Veja só!

Qual é o seu imóvel ideal?

Qual seria o imóvel ideal para você? Um grande para acomodar toda a família, filhos e animais de estimação? Um pequeno para começar a vida independente longe da casa dos pais? Saiba qual tipo de casa ou apartamento é mais adequado no seu caso.

Ter conhecimento dessa informação é extremamente importante para ter base para planejar o financiamento do primeiro imóvel.

Quanto será necessário para fazer o financiamento do primeiro imóvel?

Sabendo o estilo de imóvel que você precisa, já é possível pesquisar os preços e saber quanto, aproximadamente, será necessário para o financiamento. É importante entender que você precisa ter, ao menos, 20% do valor do empreendimento para dar de entrada.

Quanto é possível guardar por mês?

O próximo passo é comparar o valor do imóvel com sua renda, para saber quanto você pode guardar por mês, até chegar em um montante significativo para fazer um bom negócio. É importante determinar um valor fixo, que deve compor a sua poupança todos os meses. Depois do dinheiro guardado é essencial que você “o esqueça”, finja que ele não está lá. Assim, você evita ficar mexendo na sua poupança e no final não ter a entrada necessária para o imóvel.

Como se organizar?

Uma ótima forma para organizar seus gastos e despesas e ter total controle sobre elas é com o auxílio de uma planilha. Nela, você pode lançar o seu salário, quais são as contas fixas mensais, o valor que vai colocar na poupança e com o que o restante do dinheiro é gasto. Assim, você pode visualizar despesas desnecessárias e reconhecer possíveis chances de economia.

Siga esses passos e determine um prazo para alcançar o seu objetivo de fazer o financiamento do primeiro imóvel. Tenha foco durante o período e consciência de que no final valerá muito a pena.

Confira algumas opções de empreendimento da Caprem e veja qual tipo de imóvel é a sua cara e da sua família. Conte com a gente no que precisar!

4 Erros Mais Comuns na Hora de Escolher Apartamento Para Comprar

Na hora de escolher um apartamento para comprar existem tantos sentimentos envolvidos que é fácil deixar que alguns erros aconteçam. Mesmo sabendo que esse investimento requer atenção redobrada, alguns descuidos ainda acontecem e podem gerar bastante dor de cabeça no futuro.

Quer conhecer os erros mais comuns que os compradores cometem ao adquirir um imóvel? Então, confira a lista que preparamos e tome cuidado para que não aconteçam com você!

1. Menosprezar taxas e impostos

Ao escolher um apartamento para comprar não é só o valor da entrada e do financiamento que devem ser levados em conta. Porém, mesmo sabendo disso, algumas pessoas menosprezam as taxas e impostos que acompanham a venda do empreendimento e não se programam para gastar, em média, 5% do valor do imóvel a mais.

Quando o empreendimento já foi construído, é preciso se planejar para pagar ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens), IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), condomínio etc.

Agora, quando o imóvel ainda está na planta, além da ITBI, também há gastos cartorários, despesas com escritura e registro e, também, com a variação do INCC (Índice Nacional de Custo da Construção).

2. Assinar o contrato de compra e venda sem ler ou entender

O contrato é a principal garantia dos compradores ao adquirir um imóvel. Por isso, não dá para assiná-lo sem ler ou sem compreender cada uma das cláusulas descritas no documento. Porém, isso ainda acontece.

Quando assina o contrato, você está se comprometendo perante a lei a tudo o que foi especificado no documento. Portanto, leia! Peça uma cópia para ler em casa com calma afinal, você tem até sete dias para desistir de qualquer compra e pergunte sobre qualquer item que não tenha entendido.

3. Não pensar nos gastos para a mudança

Depois de comprar um apartamento vai chegar a hora de se mudar, mas muitas pessoas não pensam nos gastos que terão nesse momento, seja o imóvel novo ou usado.

Se você tiver adquirido um apartamento novo, provavelmente, ele só virá com piso na cozinha e no banheiro e com azulejo apenas nas áreas molhadas. Sendo assim, os gastos com revestimento são certos, além disso, você pode querer pintar as paredes, fazer texturas etc.

Agora, se o imóvel for usado, você pode querer reformá-lo, colocando pisos e azulejos que sejam do seu gosto e pintar os cômodos da forma que te agrada. Além disso, talvez seja necessário fazer alguns reparos.

4. Não pesquisar sobre a construtora ao escolher um apartamento para comprar

Não consultar a credibilidade da construtora antes de escolher um apartamento para comprar é um dos erros mais comuns por parte dos compradores e, por conta disso, nesses casos, é comum a falta de respaldo por parte da empresa e a entrega de imóveis com acabamentos mal feitos e até com problemas estruturais.

Para não deixar que isso aconteça com você, pesquise sobre a reputação da construtora, converse com os vizinhos se o empreendimento já estiver pronto e cheque a qualidade dos acabamentos.

Agora que você já conhece os erros mais comuns na hora de escolher um apartamento para comprar, está na hora de dar o primeiro passo. Para isso, saiba como economizar dinheiro para adquirir seu imóvel e realize esse sonho!

Continue acompanhando as dicas aqui no blog e conheça a Caprem, uma construtora com mais de 14 anos de história que pode te ajudar a comprar o apartamento ideal

Por Onde Começar: Confira Dicas Para Comprar Primeiro Imóvel

O momento da compra do primeiro imóvel é um dos mais planejados e esperados. Seja para sair da casa dos pais, para se casar ou, simplesmente, seguir a vida por conta própria, essa etapa sempre vem acompanhada de descobertas e, por isso, é extremamente importante se programar.

Comprar uma casa ou apartamento requer muita atenção, afinal o investimento não é pequeno e isso causa certo receio nas pessoas. Sendo assim, para te ajudar a fazer um bom negócio, nós separamos as dicas de como começar!

Programe-se financeiramente

Uma das principais preocupações na hora de comprar o primeiro imóvel diz respeito à parte financeira. Principalmente porque grande parte dos acordos são feitos por meio do financiamento do imóvel. As instituições bancárias chegam a liberar, geralmente, o crédito de 80% do valor do imóvel. Sendo assim, você precisa se organizar para ter, ao menos, 20% do valor para dar de entrada no apartamento ou casa.

Para estar preparado para esse momento e poder dar de entrada o maior valor possível, o ideal é que você se programe, evitando gastos e guardando na poupança o máximo que puder. Afinal, quanto maior for a entrada, menor será o valor financiado, assim as taxas de juros também baixam e as suas chances de ter o crédito liberado pelo banco aumentam.

Calcule o valor das parcelas do primeiro imóvel

Outro ponto de atenção é em relação às parcelas do imóvel. Antes de fechar o negócio, é importante que você calcule qual o valor aproximado que vai gastar com as parcelas mensalmente, para que se programe e não corra o risco de não poder honrar com os pagamentos.

O ideal é que você não comprometa mais que 20% da sua renda líquida com as parcelas do financiamento, afinal terá outras contas da casa nova para pagar.

Use o seu FGTS no financiamento

Todo trabalhador registrado no regime CLT, tem direito ao FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). O empregador deposita 8% do salário bruto do funcionário nesta conta e esse valor pode ser usado na compra do primeiro imóvel.

O caso mais comum é usá-lo para complementar a entrada e diminuir o valor do financiamento, porém, também é possível usar o FGTS para amortizar o valor das prestações a cada dois anos durante o pagamento do imóvel.

Tire todas as suas dúvidas

Antes de fechar um negócio como esse, você precisa estar com todas as dúvidas sanadas. Não é possível assinar um contrato sem saber exatamente tudo sobre a compra do imóvel.

É importante saber comparar as opções de imóveis para escolher a que melhor atende suas necessidades.

Um imóvel na planta, mesmo que demore alguns anos para ficar pronto, geralmente, tem um valor mais acessível e você tem a possibilidade de parcelar a entrada até a entrega das chaves. No imóvel novo, mesmo que eles costumem ser mais caros, você terá um custo menor com condomínio e uma infraestrutura melhor para aproveitar. Em contrapartida, os imóveis usados precisam de mais atenção, pois podem esconder problemas com documentação e exigir reformas elétricas e hidráulicas.

Para evitar qualquer problema ou surpresa na compra do seu primeiro imóvel e para contar com o auxílio de pessoas que possam te instruir, busque sempre por uma imobiliária ou construtora de confiança.

Gostou das dicas? Continue acompanhando o blog da Caprem e conte com nosso apoio para a realização desse sonho!