Quais as Taxas de Juros Para Financiamento Imobiliário?

Quando surge o desejo de comprar a casa própria, as taxas de juros para financiamento imobiliário são as que mais preocupam. Isso porque esses valores impactam diretamente no seu poder aquisitivo e, por conta disso, torna-se fundamental encontrar o melhor negócio.

Se você quer conhecer as taxas e entender o que cada banco leva em consideração para determinar qual será o valor cobrado pelos juros, veja o que reunimos neste artigo!

Juros para financiamento imobiliário de cada banco

O primeiro passo é, com certeza, pesquisar. Cada banco tem o seu método para definir qual tipo de taxa será cobrada. Além disso, dependendo do valor do imóvel e renda do comprador, o valor do juros pode ser diferente.

Banco do Brasil

Imóvel de até R$ 150 mil – SFH

8,9%+TR(Taxa pós-fixada)

12,21% (Taxa pré-fixada)

Imóvel de R$150 mil a R$ 500 mil – SFH

10%+TR(Taxa pós-fixada)

12,21%(Taxa pré-fixada)

Imóvel acima de R$500 mil

11%+TR(Taxa pós-fixada)

13% (Taxa pré-fixada)

Bradesco

Imóvel de até R$ 150 mil – SFH

13,84%+TR

Imóvel de R$150 mil a R$ 500 mil – SFH

10,5%+TR

Imóvel de R$500 mil a R$3 milhões

11,5%+TR

Caixa Econômica Federal

Carta de Crédito Caixa FGTS – Individual

5%+TR (Renda de R$ 465 a R$ 2.325)

6%+TR (Renda de R$2325,01 a R$ 2.790)

8,16%+TR (R$2.790 a R$4650)

Programa Minha Casa Minha Vida (somente imóveis novos)

5%+TR (Renda de R$ 465 a R$ 2.325)

6%+TR (Renda de R$2325,01 a R$ 2.790)

8,16%+TR (R$2.790,01 a R$4900)

Pró-cotista FGTS

8,66%+TR

Itaú

Itaú SAC Residencial

11%+TR

Itaú Mix Residencial

11,5%+TR (primeiros 36 meses)

10,35%+TR (a partir do 37° mês)

Santander (SuperCasa Parcelas Atualizáveis)

De R$ 40 mil a R$ 120 mil

8,9%+TR

De R$ 120 mil a R$ 500 mil

10,5%+TR

Acima de R$ 500 mil

11%+TR

Santander (SuperCasa Parcelas Fixas)

De R$ 40 mil a R$ 500 mil

13,5%

Acima de R$ 500 mil

13,5%

O menor juros é o melhor negócio?

Escolher o imóvel por ter o menor juros para financiamento imobiliário entre os bancos pode ser sim o melhor negócio. Mas isso não é uma regra. A melhor forma de garantir uma ótima aquisição é pesquisando e negociando. O imóvel ideal é aquele que reúne a melhor relação custo-benefício.

Agora que você já conhece as taxas de juros para financiamento imobiliário, confira mais informações no Blog da Caprem e tire todas as suas dúvidas sobre a compra de um imóvel!

Conheça e Entenda os Modelos de Financiamento Imobiliário

Para a maioria das pessoas que querem realizar o sonho de comprar uma casa ou apartamento, o financiamento é a única opção de torná-lo possível. Mas, antes de se comprometer com uma dívida significativa com um banco, é importante conhecer e entender os modelos de financiamento imobiliário que existem e qual se adapta melhor ao seu perfil.

Para te ajudar nessa tarefa, nós reunimos neste artigo os principais modelos que existem. Leia atentamente cada um deles e esteja preparado no momento de negociação com o banco!

Minha Casa Minha Vida

O Programa Minha Casa Minha Vida é um dos mais conhecidos quando o assunto é modelos financiamento imobiliário. Ele é promovido pela Caixa Econômica Federal e tem como objetivo possibilitar a compra de imóveis para famílias de baixa renda. Por esse motivo, a quantidade de parcelas costuma ser maior, há subsídio do governo, juros reduzidos, entre outros benefícios.

Em contrapartida, há uma série de critérios para poder participar do programa. Deve-se comprovar a baixa renda da família, não ser proprietário de nenhum imóvel, a casa ou apartamento tem um valor máximo e várias outras características. Em outro artigo aqui do blog, você pode entender tudo sobre quem pode utilizar o Programa Minha Casa Minha Vida.

SFH (Sistema Financeiro de Habitação)

O SFH é o tipo de financiamento mais utilizado – o Minha Casa Minha Vida, inclusive, faz parte dele – e é oferecido pela maioria dos bancos brasileiros, cada um com suas condições específicas de quantidade de parcelas, valor de entrada e condições de renda.

Nessa modalidade, o que mais se destaca são os três diferentes sistemas de amortização. São eles: SAC, PRICE e SAM.

SAC

A modalidade SAC (Sistema de Amortização Constante) se caracteriza pelas parcelas decrescentes. Ou seja, a cada mês, o valor das prestações são menores. Isso porque os juros são calculados pelo saldo devedor, que vai diminuindo a cada pagamento.

PRICE

Já na tabela PRICE as prestações são mantidas ao longo do financiamento. O valor das parcelas será sempre o mesmo em todos os meses. Nesse caso, a taxa de juros se mantém constante enquanto a amortização sofre alteração.

SAM

A modalidade SAM diz respeito ao Sistema de Amortização Mista. Ou seja, são utilizadas as tabelas SAC e PRICE em conjunto. O valor das parcelas é calculado com base na média aritmética entre os juros e amortização.

SFI (Sistema Financeiro Imobiliário)

O SFI não é tão utilizado quanto o SFH. Afinal, quando se trata do compra do primeiro imóvel ou casas e apartamentos para a classes sociais baixa e média, pois eles costumam se adequar aos critérios do SFH.

Quando os interessados não se enquadram no Sistema Financeiro de Habitação, um dos modelos de financiamento imobiliário mais utilizado é o SFI. Ele é caracterizado em sua maioria por grandes investidores institucionais.

E, então? Conseguiu entender melhor como funcionam os modelos de financiamento imobiliário? Em qual você se enquadra. Agora que conhece melhor já vai estar mais preparado para a negociação no momento da sua compra. Conte com a Caprem e escolha o melhor empreendimento!